Facas japonesas são globalmente conhecidas por seu excelente artesanato e um alto grau de nitidez. Eles também suportam qualidades distintas e uma filosofia diferente de faca, especialmente quando colocadas contra a outra cultura distinta na Alemanha. Encontrar as melhores facas japonesas para sua cozinha requer que você compreenda algumas coisas sobre eles, e este artigo irá ajudá-lo a fazer isso.

História de facas japonesas

História de facas japonesas

Considerando como a faca tornou-se uma parte tão crítica da cultura e tradição japonesa, é uma surpresa que no início, o artesanato de aço foi dominado pela espada de Katana. De fato, a história das facas japonesas segue grande parte de suas influências políticas e comerciais.

Durante o período de Sengoku Jidai (1467-1568), havia muita alfângata e turbulência no Japão, e o comércio também foi aberto ao resto do mundo, especialmente a China. Como tal, a demanda por fazer espadas, especialmente a Katana, era alta, e deu aos artesãos uma oportunidade para aprimorar suas habilidades de manuseio de aço.

Mais tarde no século XVI, o comércio com os portugueses viu a introdução do tabaco no Japão. Quando os japoneses começaram a crescer suas colheitas, houve uma demanda por facas japonesas extremamente afiadas que poderiam cortar as folhas frescas e destruir os produtos secos em pedaços finos. Essa demanda criou uma nova especialização em ferramentas de criação de aço.

Finalmente, no século XIX, com a abolição do sistema feudal, que aboliu a idade de ouro do guerreiro do samurai, a demanda por espadas diminuídas. Particularmente chegou ao fim com o edital de 1876 que aboliu o transporte de espadas em público. Os artesãos de metal tinham que encontrar uma nova ferramenta para fazer em grande escala, e isso, portanto, a mudança da produção em massa de lâminas de katana para facas de cozinha japonesa.

Uma forte característica na história das facas japonesas é como a tradição se desenvolveu em diferentes regiões. Algumas dessas regiões mantiveram suas habilidades de fabricação de aço para os tempos modernos e incluem;

Sakai.

Sakai é a maior faca na região, e traça sua prática de volta ao quinto século durante a construção do túmulo do Imperador Netoku. Foi um projeto de larga escala que levou a muitos ferreiros se movendo para a cidade e se estabeleceram lá permanentemente.

Eles refinaram suas habilidades, especialmente com a popularidade diminuída de espadas e se mudou para a faca. De uma só vez, o governo deu um decreto que apenas facas da região poderiam ser usadas para colher o tabaco devido à sua qualidade. A região manteve sua reputação de produzir o melhor talheres.

Seki.

Seki City cresceu como um local favorito para ferreiros por causa de sua abundância de matérias-primas vitais, argila, carvão e muitos rios para a água. É também um dos primeiros locais onde a técnica de manchas de aço em proporções para criar uma refeição composta forte começou.

Takefu

A cultura do ferreiro na região, localizada na ilha de Kyushu, veio de um artesão que viajou de Kyoto há 700 anos. Tornou-se um centro para produzir ferramentas agrícolas. Na história recente, tornou-se famosa por sua laca Echizen, que permite que ele faça alguns dos mais belos alças de facas no mundo.

Tosa

A região está localizada no lado sul da ilha de Kyushu. É conhecido por sua geografia remota, que isolou a região, permitindo que ele desenvolva uma cultura única que se estenda à sua tradição de fazer faca. Suas facas japonesas são conhecidas por seu estilo Kurouchi, onde a lâmina final é deixada não polida, dando-lhe um acabamento rústico e escuro.

Aços de faca japonesa

A qualidade do aço determina a durabilidade e a nitidez da faca. As melhores facas japonesas vêm de aço de alta qualidade. Se você está procurando o melhor conjunto de faca japonesa, é provável que seja feito de dois tipos de aço; Aços altos de carbono e aços inoxidáveis ​​(resistentes à corrosão). Aqui está uma revisão dos diferentes tipos de aço aços japoneses.

Aços de alto carbono

Um chef japonês preferirá altos aços de carbono, porque seu alto teor de carbono permite que eles sejam forjados a uma alta dureza com uma classificação HRC de 60 anos, mas ainda assim seja fácil de afiar. As facas, no entanto, exigem manutenção constante para evitar corrosão e ferrugem. Existem dois tipos de aço alto carbono usado para fazer as melhores facas japonesas;

Aço branco

É a forma de aço mais próxima do tradicional tamahagane de aço tradicional. Tem alto teor de carbono com pequenas impurezas de fósforo e sulfato. O aço branco faz facas com uma das melhores bordas, embora enjuste facilmente sem cuidados extras. Eles são dois tipos de aço branco.

  • Aço branco 1: Tem a maior quantidade de carbono que lhe dá a borda mais difícil e mais afiada. Tem um HRC de 65+
  • Aço branco 2: Tem uma composição semelhante ao aço branco, mas tem menor carbono que lhe dá dureza suave. É o tipo mais comum de aço branco usado e tem uma classificação de HRC de 60 a 61.

Aço azul

Você ganha aço azul adicionando tungstênio e cromo a aço branco refinado. Os ingredientes adicionados dão a durabilidade adicionada de aço e uma proteção ligeiramente melhor contra a corrosão e a ferrugem. Aço azul é usado para fazer facas japonesas high-end, e tem três tipos.

  • Aço azul 1: Tem a melhor borda em termos de grau de nitidez e vem com uma classificação de HRC de 65.
  • Aço azul 2: Tem qualidades semelhantes ao aço azul, mas tem um grau de baixa dureza, geralmente 62 -64hrc
  • Super azul ou AOGAMI Aço azul: Tem molibdênio e vanádio em cima do aço azul habitual. Os ingredientes adicionados permitem que ele mantenha sua borda afiada por um longo tempo e pode ser afiada para máxima magreza se você quiser uma faca super afiada.

Aços inoxidáveis

Para aumentar a resistência do aço a ferrugem e corrosão, você adiciona cromo que forma um escudo protetor na superfície do aço. Se os níveis de cromo são 12% ou mais, o aço é conhecido como aço inoxidável. Alguns dos melhores tipos de aço inoxidável que são usados ​​em facas japonesas incluem;

Vg10.

Também é conhecido como V Gold 10 e contém cobalto que é exclusivo deste tipo de aço. É um tipo difícil de aço e dá as facas grande habilidade de retenção de ponta, e é fácil de afiar. Qualquer chef irá desfrutar de uma faca de cozinha VG10, pois é uma faca e ainda mantém sua borda afiada, mesmo após um longo corte ou itens alimentares difíceis. Tem um HRC de 60 a 62.

Vg1.

É o antecessor do aço VG10, e contém propriedades semelhantes de ser resistente ao desgaste, ferrugem e distorção. No entanto, não tem conteúdo cobalto, o que torna menos difícil do que o aço VG10 com uma classificação de HRC de 58.

R2 / SG2.

Os fabricantes fazem de aço R2 / SG2 formam um alto teor de liga de alto carbono que eles primeiro em pó de grãos antes da sinterização juntos. O resultado é uma estrutura de grãos de aço altamente consistente que torna a faca altamente durável e resistente à ferrugem. Também é fácil de afiar.

Aus10 e aus8.

Esses aços oferecem o melhor de tudo quando usado para fazer facas. Eles são resistentes à ferrugem e corrosão, altamente duráveis, fáceis de afiar e com preços acessíveis. Embora ambos são geralmente excelentes, o AUS10 tem melhores qualidades do que o AUS8, pois tem uma borda mais nítida e mantém sua borda por mais tempo.

Silver-3 aço ou ginsan-ko

É feito de componentes puros de grãos finos e tem um alto teor de carbono. Seu alto teor de carbono e outros ingredientes fornecem semelhança no desempenho a aços azuis, apenas que isso contém cromo. Você, portanto, obtém o desempenho de corte e facilidade de afiação de aços de carbono e a resistência à corrosão de aço inoxidável.

ZDP-189.

Esta é outra forma de aço inoxidável em pó e tem um alto teor de carbono e cromo. Tem alta dureza com um HRC de 66-67. O aço dá as facas excelentes qualidades de resistência à corrosão, e também é super afiada. As lâminas geralmente têm grande funcionalidade, embora seja difícil de afiar devido à alta dureza.

Tipos e usos de faca japonesa

Existem muitos tipos de facas japonesas com usos variados, mas muitas vezes eles paralelam facas ocidentais. Facas japonesas também são inspiradas pela culinária de sua cozinha. Abaixo está uma breve revisão dos diferentes tipos de facas de cozinha japonesa e seus usos.

1. Gyuto

O Gyuto é o equivalente japonês da faca do chef. É uma faca completa fazendo quase tudo. A faca do chef japonês é mais fina e mais leve que uma faca européia comparativa. Ele também tem um design minimalista, sem obstrução na borda da lâmina ao lado da alça, para que você também possa aguçar esse fim. A faca é feita de aço mais difícil e tem uma excelente capacidade de retenção de borda.

Gyuto

2. Santoku.

O Santoku é outra faca multiuso, e seu nome transmite. Traduz, Santoku significa três virtudes referem-se ao seu uso para cortar carne, peixe e legumes. Tem um perfil mais alto da lâmina do que o gyotu, mas a barriga é mais plana, o que significa que você pode usá-lo em um estilo de corte para cima e para baixo em vez do movimento de balanço.

Santoku.

3. Sujihiki.

O sujihiki é uma faca precisa de fatiar. Tem um papel geral semelhante à faca europeia do corte, mas o seu fino e aço duro dão uma retenção de borda melhor. Além disso, você aguçá-lo em um ângulo mais íngreme, o que aumenta sua precisão. Você pode usá-lo para escultura, filete e outras funções gerais de fatiamento.

Faca de fatia de sujihiki.

4. mesquinho

Petty é uma palavra japonesa com origens francesas, uma faca que serve como uma faca paring. A faca de putty também pode funcionar como uma canivia. É uma excelente ferramenta para o trabalho delicado que exige maior destreza, seja descascando frutas, legumes, manga de cúlima, ou aparar a pele gorda e prata de carnes.

faca mesquinha

5. HONESUKI.

É o equivalente do desossamento, mas é bem diferente de sua contraparte ocidental. Por exemplo, tem uma lâmina muito rígida com muito pouca flexibilidade. A lâmina tem uma forma triangular, e muitas vezes tem uma borda assimétrica. Suas características tornam excelente para cortar através de articulações de carne macia e aves de ressalto. Também pode ser usado como uma canivia.

6. Pankiri.

O Pankiri é uma faca de pão japonesa, e também pode cortar outros alimentos assados. Ele vem com dentes sulcados que permitem cortar crostas duras e outros itens delicados sem esmagar a comida.

7. Nakiri.

O Nakiri é uma faca de vegetais que assume o estilo de vanguarda oeste. A lâmina reta permite que ela faça todos os cortes de vegetais de precisão como Julienne e Allumette. Também é excelente ao cortar através da fazenda de pele dura, como abóboras e abóbora.

nakiri.

8. YANAGI.

O Yanagi é uma faca japonesa tradicional especializada que é usada para obter cortes precisos de Sushi, Crudo e Sashimi. Para esta função, eles são afiados, o que os torna muito afiados, e seu longo comprimento permite o longo movimento de desenho

YANAGIBA.

Diferença entre facas japonesas e ocidentais

Facas japonesas são diferentes das facas ocidentais em quatro maneiras principais.

Forma

Primeiro, as facas ocidentais apresentam um design curvo ao longo da borda, enquanto tendo dicas médias a altas. Este design permite um movimento de balanço e permite que você aplique pressão a partes específicas da lâmina. Facas japonesas têm baixas pontas para um movimento de cortar.

Espessura e peso

Facas japonesas tendem a ser mais finas e leves, o que os torna mais nítidos e capazes de manter sua borda por mais tempo. Também os torna suscetíveis a lascar. As facas ocidentais são mais espessas e, portanto, mais pesadas, o que significa que você precisa afiá-los por mais tempo, mas eles são mais duráveis.

Tipo de aço usado.

Facas japonesas tendem a usar aço mais difícil, fazendo com que eles segurem sua borda por mais tempo e possam ser finas, permitindo uma borda mais nítida. Por outro lado, facas ocidentais usam um aço mais suave que exige mais material, e é isso que os machos mais espessos, mas mais robustos.

Bevel.

Tradicionalmente, a maioria das facas japonesas tinham a mesma abordagem que suas espadas, com apenas uma vanguarda. No entanto, várias lâminas japonesas apresentam bordas duplas, muitas vezes em um equilíbrio de 70/30 para permitir ângulos íngremes.

Conclusão

Há uma abundância de tradição japonesa em sua arte de fazer faca. Uma boa pesquisa ajuda você a encontrar a melhor faca de cozinha japonesa. Você também precisa encontrar um bom mercado onde você pode escolher uma variedade de facas de material para projetar. Na casa de facas, oferecemos-lhe todas essas e uma excelente experiência de compras. Visite-nos hoje e pegue o melhor conjunto de faca de cozinha japonesa.

Melhores facas japonesas